//
Você está lendo...
Retórica

Retórica: Eloquência Artificial

De acordo com Cícero, De Inventione, 1.5 [1], a retórica é uma eloquência artificial.

Segundo o dicionário Houaiss da língua portuguesa, eloquência é: 1) capacidade de falar e expressar-se com desenvoltura; 2) poder de persuadir pela palavra; 3) a arte de bem falar; 4) expressividade.

Neste sentido, podemos inferir que a retórica constitui um conjunto de artifícios por meio dos quais alguém se torna mais eloquente. Nas palavras de Aristóteles, a retórica pode ser definida como a faculdade de observar, em qualquer caso, os meios disponíveis de persuasão (Aristóteles, Ars Rhetorica, I. 2 (1355b 26ff)).

Ainda no capítulo 5, Cícero menciona as três divisões da retórica estabelecidas por Aristóteles: demonstrativa, deliberativa e judiciária. A demonstrativa seria no caso de elogiar ou depreciar alguém, ou alguma coisa. A deliberativa, no caso de ter que se decidir por algum curso de ação. E a judiciária, no caso de discutir se algo aconteceu ou não, ou se alguém é culpado de alguma coisa ou não. Ou, se preferirmos as palavras de Aristóteles, a demonstrativa está preocupada com o presente, a deliberativa com o futuro, e a judiciária com o passado (Aristóteles, Ars Rhetorica, I. 3 (1358b 6-18)).

Me parece interessante levar a sério estas três divisões. Embora não se possa escrever nenhum livro, ou artigo, de história recorrendo apenas a uma dessas três divisões da retórica, todas as partes argumentativas do texto se enquadram em uma destas três divisões: é ou não é; foi ou não foi; deve ou não deve ser. Se existem artifícios que nos permitem ser mais persuasivos, e estes artifícios se referem a cada uma destas divisões, então é extremamente importante que, como historiadores, nós tenhamos clareza, em cada momento da nossa escrita, da categoria em que nossos argumentos se enquadram. Caso contrário, corremos o risco de tornar os nossos argumentos confusos e pouco persuasivos.

[1] A tradução para o inglês, de que me utilizei, é de C. D. Yonge.

Sobre Vinicius Gregory

Sou bacharel e licenciado em história pela Universidade de Brasília (UnB). Hoje trabalho na área de vendas. Represento a Oceanic, uma marca de cosméticos produzidos pela Racco, sediada em Curitiba/PR. A Oceanic oferece boa margem de lucro na revenda de seus produtos e ótimos incentivos na recomendação de novos consumidores e revendedores. Para criar sua conta na Oceanic e passar a consumir ou revender os produtos, basta acessar o link: http://escritorio.oceanic.com.br/u/vgregory

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Página no Facebook

Estatísticas do Blog

  • 85,328 Acessos

Quem sou eu


Sou bacharél e licenciado em história pela Universidade de Brasília (UnB). E agora estou cursando o mestrado, também em história, também na UnB. Desenvolvo minhas pesquisas na área de história da América.

%d blogueiros gostam disto: