//
Você está lendo...
História da América

Sobre a América Pré-Histórica

Deixemos a Filosofia da Ciência de lado por algum tempo e voltemos a falar de História da América. Em função da impossibilidade de ter em mãos os livro Incas: Lords of Gold and Glory neste momento (a biblioteca permanece fechada) eu decidi variar um pouco os temas. Basear-me-ei nos próximos posts num texto de Miguel León-Portilla.

Eis algumas datas que podem incitar a curiosidade (certamente incita a minha). Estima-se que a pré-história americana começa por volta de 35.000 a.C., quando aparentemente o homem[1] cruzou o estreito de Bering. Especula-se que já havia presença humana na região do México por volta de 20.000 a.C.. Os restos humanos mais antigos que foram descobertos no sítio arqueológico[2] de Tepexpan foram datados como pertencendo a cerca de 9.000 a.C.. Aparentemente a agricultura e a culinária surgiram na Mesoamérica por volta de 5.000 a.C.. A produção da cerâmica por volta de 2.300 a.C..

Minha curiosidade me obriga a levantar as seguintes questões. O que permite estimar o início da presença humana na América em 35.000 a.C.? Estou ciente de que há uma teoria de que o homem cruzou o estreito de Bering durante uma Era Glacial. Mas acompanhem o meu raciocínio: hoje nós não vivemos uma era glacial; pelo contrário, vivemos um momento de aquecimento global tão intenso que nos tem colocado em alerta; Entretanto, as regiões do Alaska e Sibéria ainda são regiões extremamente frias; imaginem quão frias elas deveriam ser durante a Era Glacial! Por que um bando de homens se arriscaria a fazer uma travessia em condições tão extremas? Que tipo de alimentação esses homens poderiam encontrar nessas condições? Enfim… Talvez seja melhor revisitar essa teoria.

[1] Sim! Eu compreendo que ao usar a expressão “o homem” estou sendo politicamente incorreto, mas o texto é de uma época em que essa expressão era comum.

[2] Eu traduzi por sítio arqueológico. No meu texto, em espanhol, o termo é yacimiento. Se minha tradução estiver incorreta, por favor, corrijam-me.

LEÓN-PORTILLA, Miguel. “Mesoàmérica antes de 1519”. In: BETHELL, Leslie (ed.). Historia de América Latina. Barcelona: Crítica, 1990, Vol. 1 (Serie Mayor), p. 4-5.

Sobre Vinicius Gregory

Sou bacharel e licenciado em história pela Universidade de Brasília (UnB). Hoje trabalho na área de vendas. Represento a Oceanic, uma marca de cosméticos produzidos pela Racco, sediada em Curitiba/PR. A Oceanic oferece boa margem de lucro na revenda de seus produtos e ótimos incentivos na recomendação de novos consumidores e revendedores. Para criar sua conta na Oceanic e passar a consumir ou revender os produtos, basta acessar o link: http://escritorio.oceanic.com.br/u/vgregory

Discussão

Um comentário sobre “Sobre a América Pré-Histórica

  1. Prezado, Não sei se lhe responde a questão, mas os esquimós vivem em regiões frias e sobrevivem. Mas, o porque de atravessarem essa região, isso é mais fácil.
    Guerras e disputas territoriais obrigam povos inteiros a migrar. Se estivessem atrás de grandes animais, por exemplo, poderiam seguir uma rota migratória que os levassem por esse caminho. Pense que o home dependia da caça, nem sempre plantava e dependia de recursos que extraiam e que possivelmente se esgotavam. É natural que necessitassem sempre migrar. E podiam acabar na América, não?
    Por outro lado, eu imagino que a curiosidade não é coisa só de nossa época, existem diversos relatos da antiguidade sobre aventureiros em busca de novidade.

    Publicado por Felipe Deveza | 11 de setembro de 2011, 22:56

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Página no Facebook

Estatísticas do Blog

  • 85,328 Acessos

Quem sou eu


Sou bacharél e licenciado em história pela Universidade de Brasília (UnB). E agora estou cursando o mestrado, também em história, também na UnB. Desenvolvo minhas pesquisas na área de história da América.

%d blogueiros gostam disto: